fsck, controlando a freqüência

Quem utiliza um sistema de arquivos com journaling sabe que em caso de travamento não vai ficar com o sistema de arquivos corrompido. Portanto, sobram dois casos em que pode ser necessário executar o fsck: problemas com o hardware (controladora de discos, cabos, memória, etc ) ou algum bug de software (basicamente algum prolema no driver do sistema de arquivos).

Esse tempo todo que utilizo o ext3/ext4 o fsck nunca encontrou nada de errado em nenhum dos meus sistemas. Dessa forma resolvi alterar de 27 para 99 o período de montagens do sistema de arquivos antes de uma busca por erros pois essa operação demora alguns minutos e como disse anteriormente, por enquanto não se mostrou necessário.

Vale ressaltar que esse comando so deve ser utilizado para quem usa ext2 (não recomendado), ext3 e ext4

tune2fs /dev/sda1 -c 99 -i 0
tune2fs 1.41.12 (17-May-2010)
Setting maximal mount count to 99
Setting interval between checks to 0 seconds

Em que: /dev/sda1 é a partição que se deseja aumentar o intervalo de checagem, no MEU caso sda1. O -c 99 diz que a cada 99 montagens do sistema de arquivos, é realizada a verificação. O -i 0 diz para ignorar a verificação por tempo decorrido ( sim, se ficarmos X dias sem ligar  o computador, ao ligar ele pode verificar o disco, independente do número de montagens ).

Para forçar uma checagem no próximo boot (independente dos parâmetros acima):

shutdown -F now

Esse comando desliga o computador, caso queira um reset, adicionar -r.